tecnologia-agricultura-dron

A tecnologia aplicada ao campo

A agricultura é um dos setores produtivos mais antigos do mundo. Durante séculos os seres humanos cultivaram a terra usando pouco menos que as mãos.

Mas pouco a pouco tem-se modernizado.

Hoje em dia o trabalho no campo pouco tem a ver com o que os nossos avós viveram, felizmente para todo o setor.

E embora algumas pessoas tenham preconceitos sobre o uso da tecnologia na agricultura, a verdade é que, graças à sua implantação, a eficiência das tarefas agrícolas tem aumentado enormemente.

Mas a química também tem muito a ver com este processo de tecnificação.

A disponibilidade de mais informações permite realizar tratamentos mais específicos, colocando de lado a utilização de fatores de produção gerais para avançar para produtos mais técnicos e concretos.

Neste artigo vamos abordar como a tecnologia e a agroquímica cooperam em benefício das empresas agrícolas independentemente do seu tamanho.

Vantagens da tecnologia para a agricultura

A agricultura defronta cada vez mais desafios.

Entre os mais importantes encontra-se o aumento da população que se abastece no comércio global e a crescente preocupação com a qualidade demonstrada pelos consumidores.

Por isso, apostar no desenvolvimento tecnológico é fundamental para que o setor possa dar resposta a todas estas necessidades.

As vantagens que a tecnologia faculta ao campo são:

  • Maior produção: a quantidade de produtos colhidos é atualmente maior do que quando se empregavam apenas métodos tradicionais. Este facto permite aproveitar melhor o terreno disponível.
  • Sustentabilidade: graças à investigação, os produtos químicos conseguiram respeitar mais o meio ambiente e a saúde dos consumidores.
  • Menos recursos: através da tecnologia consegue-se também uma maior eficiência dos recursos. Deste modo reduz-se a quantidade de água, energia, insumos e mão de obra que são necessários.
  • Controlo e informação: existem numerosas ferramentas que permitem ao agricultor conhecer o estado das suas culturas e todos os detalhes da produção. Estas ajudam a tomar melhores decisões em tempo real.
  • Melhores condições laborais: a tecnologia reduziu a exigência física que implica o trabalho no campo graças à automatização de algumas tarefas. As jornadas são agora mais curtas e os trabalhadores têm mais medidas de segurança.

Estas são algumas das ferramentas tecnológicas que se podem combinar com a química para melhorar o rendimento das culturas:

Sistemas de rega inteligentes

A rega é um dos pontos em que se desperdiçam mais recursos.

Por isso a agricultura de precisão procura controlar melhor a distribuição da água e outros insumos a fim de os aplicar onde são mais necessários através de sensores, programadores de rega e outras ferramentas tecnológicas.

Além disso é possível aproveitar as redes de rega já existentes para aplicar ingredientes adicionais através de irrigação e utilização de fertilizantes solúveis.

Drones para localizar deficiências

Os drones têm muitas aplicações na agricultura.

Uma das principais utilizações reside na detecção de pragas, doenças, deficiências de rega ou qualquer outra deficiência nutricional. Desta forma o agricultor pode agir em conformidade, baseando-se em dados mais sólidos.

A partir das imagens obtidas com os drones é possível aplicar os produtos necessários consoante o caso, como:

  • Biopesticidas.
  • Bioestimulantes.
  • Fertilizantes.
  • Corretores de carências fabricados à medida.

Soluções pós-colheita de nova geração

Outro avanço notável da agroquímica consiste na melhoria da conservação dos produtos agrícolas com recurso a conservantes, plásticos, ceras e embalagens cada vez mais sustentáveis.

Por exemplo, utiliza-se o dióxido de enxofre para manter os grãos frescos e utilizáveis por mais tempo, enquanto que o benzoato de sódio aumenta o período que pode decorrer desde que um produto sai da horta até que seja consumido.

Estas melhorias repercutem-se diretamente numa maior rentabilidade para o agricultor e um menor desperdício de alimentos durante toda a cadeia de distribuição até ao utilizador final.

Por último, existem também outras soluções tecnológicas assinaláveis, como a maquinaria e alfaias de última geração, estufas automatizadas ou análises foliares e dos solos que acarretaram um grande progresso no setor agrícola.

Soluções químicas para a implementação de tecnologias no campo

Os agricultores têm à sua disposição numerosas ferramentas de modernização, mas sem a ajuda dos produtos químicos muitas destas não teriam sentido.

Esta situação deve-se ao facto de a maioria das soluções tecnológicas terem por objetivo a recolha de informações para detectar carências.

Mas para aplicar as soluções é quase sempre necessário recorrer à química.

Por exemplo, um mapa multiespectral irá indicar se alguma zona de cultivo necessita de nutrientes extraordinários. Mas de nada serve ter essa informação se não se aplicar depois o fertilizante apropriado e/ou este não for corretamente absorvido pela planta.

Deste modo, a tecnologia química também permitiu inovar em termos de embalamento dos alimentos, conseguindo uma conservação com materiais menos contaminantes.

1.- Tensoativos para aumentar a eficácia dos insumos.

Os tensoativos são utilizados na agricultura devido às suas propriedades humidificantes, dispersantes ou emulsionantes. Com o recurso aos tensoativos, reduz-se a quantidade de fertilizantes e fitossanitários utilizados. Para saber mais, visite a nossa publicação sobre os tensoativos na agricultura.

2.- Inibidores da nitrificação e da urease para reduzir la perda de azoto

Um inibidor é um composto que se adiciona a um fertilizante com azoto para reduzir as perdas quando se aplica na cultura.

Existem dois tipos principais de inibidores que são adicionados aos fertilizantes azotados:

  • Inibidores da urease (IU): inibem a hidrólise da ureia atuando sobre a enzima urease. 
  • Inibidores da nitrificação (IN): inibem a oxidação biológica de amónio em nitrato como o DCD (dicianodiamida) ou o DMPP (dimetilpirazol fosfato).

3.- Bioestimulantes para aumentar a eficiência das culturas

Assim que a planta dispõe de todos os nutrientes necessários para se desenvolver, esta deve encontrar-se em situação de crescimento ativo para os poder utilizar. Esta situação é conseguida através de bioestimulantes que reduzem a paragem do crescimento induzida pelo stress ambiental e biológico. Pode ler mais neste artigo do nosso blog, no qual falamos sobre a importância dos bioestimulantes na agricultura moderna.

4.- Quelatos líquidos para aumentar a absorção de micronutrientes

Os quelatos líquidos melhoram a estabilidade dos metais aplicados e a absorção por parte da planta. Desta forma consegue-se uma maior eficiência nos nutrientes aplicados. Além disso serve para se assegurar que o que é aplicado pode ser assimilado pela planta e não vai ficar imobilizado no solo.
A nossa gama BD Micro é constituída por quelatos metálicos líquidos de EDTA e de DTPA. São metais 100% quelatados partindo de matérias-primas da melhor qualidade, conseguindo um produto muito estável e livre de contaminantes.

5.- Biopesticidas mais sustentáveis para um controlo das pragas

O controlo das pragas é imprescindível para garantir uma produtividade mínima das colheitas. São tendência os produtos de biocontrolo, mais amigos da natureza e da saúde dos consumidores.

Na Barcelonesa proporcionamos aos fabricantes de biopesticidas, matérias ativas e coformulantes necessários para obter produtos que respeitam mais o meio ambiente.

Consiga insumos para agroquímica mais avançados com a Barcelonesa

Está claro que combinar a tecnologia e a agroquímica é necessário para tornar a agricultura num setor mais rentável e sustentável.

No Grupo Barcelonesa juntamo-nos a esta corrente de mudança, trabalhando constantemente para encontrar novos produtos que facilitem a modernização no campo.

O nosso objetivo consiste em proporcionar aos fabricantes de produtos agroquímicos o acesso a soluções cada vez mais avançadas, que aumentem a eficiência das culturas e as protejam contra as pragas.

Se está interessado em ampliar as informações sobre este assunto, pode contactar o nosso departamento comercial clicando no botão inferior “Mais informações”.

Share on twitter
Share on linkedin

À procura de um produto específico?

Nós podemos ajudá-lo a encontrá-lo!
Carme Garcia

Carme Garcia

+

Responsable Sector de Actividad

Posts de blog relacionados