post-blog-sjd_0

Las caras de la vulnerabilidad, iniciativa de San Juan de Dios.

Desde 2005 que a 20 de dezembro se celebra o Dia Internacional da Solidariedade Humana.

A celebração deste dia seguiu-se à adoção os ODS – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável- para erradicar a pobreza, proteger o planeta e garantir a dignidade para todos.

É um dia em que se comemora a solidariedade como um valor humano fundamental e universal.

No meio da crise provocada pela pandemia da COVID-19, vimos surgir muitas iniciativas.

Concertos solidários para tornar os dias mais amenos. Máscaras cosidas manualmente ou doação de comida gratuita para os profissionais de saúde foram algumas das iniciativas solidárias que podemos observar durante as primeiras semanas do estado de alerta.

Os impulsionadores foram associações, ONG e também cidadãos anónimos.

No âmbito deste dia quisemos destinar um espaço no nosso blog ao projeto Os Rostos da Vulnerabilidade – uma iniciativa da Obra Social de San Juan de Dios- que pretende ajudar as novas realidades que surgiram devido à COVID-19 nos grupos mais vulneráveis.

O nosso objetivo consiste em dar visibilidade ao excelente trabalho realizado pelos voluntários e trabalhadores que têm estado -e continuam a estar- na primeira linha, dando apoio aos diversos grupos que foram afetados pela pandemia.


Las caras de la vulnerabilidad 

2020 foi um ano sem precedentes.

Um ano que nos colocou a todos em pausa e que sem dúvida alguma marcará um antes e um depois das nossas vidas e da história.

Os Rostos da Vulnerabilidade é o nome da iniciativa de San Juan de Dios que recolhe testemunhos, ações e iniciativas de apoio aos mais vulneráveis.

Esta pandemia afetou todas as camadas da sociedade, gerando uma situação de emergência global.

Com todo este contexto não é difícil entender que as pessoas em situação de vulnerabilidade foram gravemente afetadas por esta crise sanitária e respetivas consequências.

A COVID-19 acarretou novas necessidades que o projeto da Obra Social de San Juan de Dios tenta combater. Para entender melhor as diversas realidades e otimizar os recursos, organizaram um programa com quatro pilares fundamentais que explicamos mais detalhadamente em seguida. 


1.- Primeiras necessidades:

Os bancos de alimentos e outras organizações que ajudam a cobrir as necessidades básicas viram-se sobrecarregados.

Neste programa, o objetivo consiste em garantir as necessidades básicas para todos os grupos em San Juan de Dios.

Dar acesso a um lar, alimentação e higiene a todas as pessoas com poucos recursos que estão em sua centros residenciais consiste no objetivo deste programa.

As ajudas são destinadas à compra de alimentos básicos não perecíveis, suplementos alimentares para crianças, compra de produtos de higiene, entre outros. 

2.- Construir a “nova normalidade”:

Recuperar a normalidade -na medida do possível- não é tarefa fácil.

Principalmente quando alguns dos serviços de assistência fecharam portas ou foram limitados devido ao distanciamento social.

Este programa pretende reativar alguns dos serviços de assistência básicos, como atividades terapêuticas, gabinetes ou outros tratamentos graças à adequação de novos espaços onde possam ser realizados cumprindo as medidas de higiene e segurança necessárias.

Pode informar-se melhor sobre esta iniciativa para construir a nova normalidade na página web.

3.- Investigação biomédica:

Encontrar uma possível cura é a preocupação de muitas organizações.

Para poder avançar nas diferentes linhas de investigação e conseguir assim um tratamento para combater o vírus, a SJD concentrou os seus esforços na resposta natural das crianças para enfrentar a covid-19, colocando em marcha uma plataforma de investigação chamada ‘Kids Corona’

O objetivo desta plataforma consiste em estudar a incidência e efeito da COVID-19 em crianças e grávidas.

Pode consultar os primeiros resultados do estudo Kids Corona na página web.

4.- Bem-estar emocional:

A crise sanitária teve um grande impacto na saúde mental da sociedade.

Este programa de bem-estar emocional procura dar resposta às sequelas da emergência graças ao desenvolvimento de projetos e iniciativas que sirvam de apoio a pessoas em situação de exclusão, pessoas afetadas por transtornos de saúde mental e sociedade em geral. 

Neste programa estão incluídas iniciativas como o acompanhamento de idosos ou programas para a gestão do luto.

Se que mais informações sobre o programa de Bem-estar emocional, entre na respetiva página web e informe-se. 

Grup Barcelonesa empresa colaboradora 

As pessoas sem lar têm constituído um dos grupos mais vulneráveis neste contexto.

Desde o princípio desta crise sanitária tem havido um apelo por parte das autoridades para ficar em casa mas o que acontece com quem não tem casa?

No San Juan de Dios trabalha-se em diferentes iniciativas e com vários centros residenciais para atender a todas estas necessidades e poder alojar as pessoas que vivem sem abrigo.

No Grupo Barcelonesa substituímos o desenho, produção e distribuição das ações que costumamos trabalhar para esta altura do ano pela colaboração com o projeto <<Las caras de la vulnerabilidad>>, contribuindo para a iniciativa de apoio ao bem-estar emocional para pessoas sem abrigo.

Temos a convicção de que são tempos para cuidarmos de nós e ajudar sempre que pudermos os mais necessitados.

Se deseja informar-se melhor sobre este projeto, pode visitar a página web oficial do projeto Las caras de la vulnerabilidad.

Share on twitter
Share on linkedin

À procura de um produto específico?

Nós podemos ajudá-lo a encontrá-lo!
Barcelonesa

Barcelonesa

+

Posts de blog relacionados